Pesquisar neste blog

sábado, 27 de agosto de 2011

Biscoito de gengibre



 
Ingredientes:
  • 1 xícara de amido de milho
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 xícara de açúcar
  • 2 colheres de bicarbonato de sódio
  • 1 colher de canela em pó
  • 1/2 colher de sal
  • 1 colher de gengibre ralado
  • 1 1/2 xícara de margarina
  • 1/2 xícara de chá de glucose de milho
Modo de preparo:

  • Junte todos os ingredientes e misture bem.
  • Trabalhe a massa com a ponta dos dedos até obter uma consistência firme.
  • Faça biscoitos pequenos, no tamanho e formato que preferir.
  • Arrume em uma assadeira untada e leve para assar em forno moderado por 30 a 35 minutos ou até que estejam firmes e corados.

Biscoito de queijo



Simples e fácil de preparar.

Ingredientes

  • 4 1/2 xícaras de polvilho azedo
  • 3 colheres cheias de margarina
  • 3 ovos inteiros
  • 1 copo (americano) de óleo
  • 1 1/2 copo (americano) de leite
  • 1 colher de fermento em pó
  • 4 1/2 xícaras (chá) de queijo ralado
  • Sal a gosto

Modo de preparo

  • Misture o polvilho e a margarina.
  • Em seguida, junte os ovos, para deixar o polvilho úmido.
  • Junte o óleo sem parar de mexer e acrescente o leite e o fermento - a massa deve ficar mole. Por fim, coloque o queijo ralado e o sal e misture bem.
  • Modele os biscoitos e coloque-os em uma assadeira sem untar.
  • Leve para assar em forno médio pré-aquecido, até que eles fiquem dourados.

Azeite de oliva



O sabor do azeite varia bastante conforme sua origem e os métodos utilizado na produção. Os especialistas conseguem perceber no óleo notas de amargo, picante ou frutado, mas a principal diferença está no seu efeito à saúde. Por isso, é importante seguir algumas dicas na hora da compra. Os azeites de cor verde são os mais fortes, pois geralmente são os mais ácidos e aqueles retirados da primeira prensa, sendo extravirgens e possuindo portanto, maiores benefícios.

O melhor azeite é o tipo extravirgem, que não é refinado ou misturado a outros óleos e, por isso, conserva melhor as propriedades saudáveis da azeitona. Os melhores azeites tem baixa acidez, 0,5%. Isso significa que a coleta e o processamento das azeitonas foram bem realizados. Também é importante a data de fabricação e validade. Quanto mais fresco e jovem, mais perfumado e saboroso é o azeite. Azeites fabricados há mais de um ano e meio não servem mais.

Os azeites fabricados em países consagrados pela alta qualidade de suas azeitonas, como Espanha, Itália e Grécia, tem um sabor mais acentuado e são melhores. No rótulo há informação sobre o processo de extração do óleo. Se encontrar a expressão “extraído a frio”, é melhor. É sinal de que a azeitona foi colhida à noite e assim conservou melhor suas propriedades nutricionais. As garrafas escuras protegem mais o conteúdo, pois azeites oxidam com calor e claridade, por isso, recomenda-se guardá-lo em local fresco e ao abrigo da luz.

Aprenda a fazer um delicioso azeite com ervas e use-o no preparo de aves, peixes e saladas. Em uma garrafa de vidro limpa e seca, coloque 2 xícaras (chá) de azeite extravirgem e junte:

1 colher (chá) de pimenta-do-reino em grãos
1 folha de louro
2 ramos de dill
2 ramos de manjericão
2 ramos de tomilho bem lavados
1 colher (café) de raspas de casca de limão siciliano

Feche bem a garrafa, coloque-a em uma panela com água fervente e deixe em fogo baixo por 30 minutos. Retire, espere esfriar e guarde em local fresco e protegido de luz. Coe antes de utilizar.

Arroz doce



Uma sobremesa simples e tradicional

Ingredientes
2 xícaras de arroz
5 xícaras de água
1 litro de leite
1 caixa de leite condensado
1 caixa de creme de leite
Casca de 1 limão
uma pitadinha de sal
canela em talo
cravo para doce
canela em pó

Modo de Preparo
Numa panela grande, coloque o arroz já lavado junto com a água, sal e a casca do limão. Se precisar, acrescente mais água até que o arroz esteja bem macio. Depois de cozido o arroz, acrescente o leite condensado, metade do leite, a canela em talo e o cravo para doce. Deixe ferver e desligue o fogo. Espere esfriar um pouco, retire os cravos, a canela em talo e a casca de limão. Acrescente o restante do leite, o creme de leite e um pouquinho de canela em pó. Misture, leve à geladeira e aguarde pelo menos 2 horas antes de servir. Sirva com canela em pó polvilhada.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Bolo confeitado



Para fazer os bolos confeitados que parecem obras de arte não é necessário nenhuma habilidade especial e pode ser feito por qualquer pessoa que goste de fazer bolos, cobrindo com uma pasta de fácil aplicação.

A pasta americana é uma cobertura para bolos à base de açúcar utilizada em decoração artística de bolos, porque permite modelar em diversos formatos devido à sua elasticidade. Você pode comprar a massa pronta ou pode fazê-la em casa.






 
A pasta americana disponível no mercado vem na cor branca que é a mais fácil de usar e permite corrigir imperfeições dos cortes da massa. É muito simples de trabalhar a massa e para colorir basta acrescentar corante comestível.
 
Tanto a massa quanto o corante são encontrados em lojas de artigos para festas. Preparada a massa, você pode decorar o bolo segundo sua criatividade, criando diversos temas, desde personagens de desenho animado, flores, bichinhos etc.


 


 

A pasta americana também serve para criar bolos cenográficos, quando se quer decorar uma festa com um bolo maior mas que seria em excesso para o número de convidados. É o famoso bolo falso que não tem nenhum recheio e a parte externa é decorada com a pasta americana sobre caixas.

O bolo verdadeiro pode ser preparado em tamanho menor e vir servido em pratinhos diretamente da cozinha. A pasta americana também pode cobrir cupcakes que podem substituir o bolo ou quando se usa o bolo falso.








Modo de aplicar a pasta

Coloque a pasta sobre uma superficie lisa polvilhada com açucar de confeiteiro.
Abra a pasta com um rolo até ficar com uma espessura de meio centímetro.
Com uma espátula, passe um pouco de glacê ou doce de leite cremoso no topo e nas laterais do bolo, para que a pasta americana possa aderir.
Coloque a pasta aberta sobre o bolo e acerte a pasta primeiro por cima do bolo, depois faça o contorno.
Para fazer o bolo em andares cubra cada bolo separadamente, espere secar e depois monte os andares.
Para decorar, você pode criar figuras utilizando moldes ou pode utilizar fitas. Para colar os enfeites, use glacê.

Dicas

Espere o bolo esfriar antes de colocar a pasta americana.
Geralmente a pasta pode rachar se estiver com muito açúcar. Nesse caso acrescente um pouco de margarina e sove até ela voltar a ter elasticidade.
Para colorir a pasta, coloque um pouco do corante comestível, amasse bem para aderir a cor. Se quiser realçar a cor, vá colocando o corante aos poucos.
Existe um corante em pó perolado que dá um efeito lindo em bolos clássicos. O pó perolado pode ser passado seco sobre a pasta ou diluído em álcool de cereais ou rum branco. Nunca use tintas de pintura ou gliter em bolos, pois não são comestíveis.
Nunca deixe o bolo confeitado exposto ao sol ou em local de muito calor.

 

Dicas de culinária: Conversão de medidas



 O segredo das boas receitas é o uso adequado dos seus ingredientes. Muitas receitas aparecem indicando tantas xícaras de farinha, outro tanto de xícara de açúcar, uns ovos, mais uma medida de xícara de óleo ou manteiga etc. É muito comum vermos as receitas em medidas de xícaras e colheres, mas há algumas que aparecem as quantidades em gramas e ml. Para facilitar, a conversão de medidas básica é:
 
  • 1 copo americano = 250ml
  • 1 xícara de chá = 240 ml para ingredientes líquidos
  • 1 xícara de chá = 100g para ingredientes secos
  • 1 xícara = 16 colheres de sopa
  • 1 colher de sopa = 15 ml para ingredientes líquidos
  • 1 colher de sopa = 15g para ingredientes secos
  • 1 colher de sopa = 3 colheres de chá
  • 1 colher de chá = 5g para ingredientes secos
  • 1 colher de chá = 5 ml para ingredientes líquidos
     
No entanto, há exceções pois dependendo do tipo do ingrediente pode variar a medida, já que alguns ingredientes secos são mais leves e outros são mais pesados. Alguns exemplos:

  • Farinha de mandioca: 1 xícara de chá = 150g
  • Amido de milho: 1 xícara de chá = 150g
  • Polvilho: 1 xícara de chá = 150g
  • Farinha de trigo: 1 xícara de chá = 120g
  • Fubá: 1 xícara de chá = 120g
  • Farinha de rosca: 1 xícara de chá = 80g
  • Queijo ralado: 1 xícara de chá = 80g
  • Côco ralado: 1 xícara de chá = 80g
  • Aveia: 1 xícara de chá = 80g
  • Manteiga e margarina: 1 xícara de chá = 225g
  • Manteiga, margarina: 1 colher de sopa = 14g
  • Fermento em pó: 1 colher de chá = 3,75g
  • Açucar refinado: 1 xícara = 190g
  • Açucar de confeiteiro: 1 xícara = 130g
  • Açucar mascavo: 1 xícara = 200g
  • Chocolate derretido: 1 xícara de chá = 240g
  • Chocolate em pó: 1 xícara de chá = 112g
  • Chocolate picado: 1 xícara de chá = 100g

Como medir farinhas, açucar e ingredientes secos:
Encha a xícara usando uma colher sem comprimir o ingrediente. Alise a superfície com a parte não cortante de uma faca, para eliminar o excesso.

Como medir líquidos:
Use uma recipiente graduado e verifique sempre o nível do líquido na altura dos olhos. Ponha o recipiente graduado em superfície plana e lentamente despeje o líquido até que alcance a marca desejada. Quando usar colheres para medir líquidos, encha-as até a borda, sem derramar. Qualquer ingrediente líquido tem sempre a mesma medida em ml.

Como medir gorduras e manteiga sólidas:
Encha até a borda a xícara ou colher, comprimindo bem. Alise a gordura com o lado não cortante de uma faca ou espátula. Para medir gorduras líquidas, use a mesma técnica indicada para os líquidos.



 

domingo, 7 de agosto de 2011

Tomates secos - receita caseira




Tomate seco é uma iguaria saborosa usado na gastronomia de muitos países, inclusive do Brasil. O processo de produção de Pomodori Secchi é originário dos vilarejos do sul da Itália, usados em saladas, quiches, bolos salgados, sanduiches e outros. Era muito comum no passado encontrar naquelas regiões cordões de tomates vermelhos pendurados para secar ao sol.

Hoje a secagem dos frutos são feitas em fornos e nas fábricas usa-se secadores modernos.
Existem inúmeras receitas artesanais para a produção caseira de tomate seco, mas as melhores receitas são aquelas que não descaracterizam a originalidade dessa iguaria que constitui um patrimônio da vida campestre italiana.

O sucesso
dos tomates secos caseiros é a variedade dos tomates que devem ter paredes grossas e firmes. Os tomates tipos Débora e Santa Clara são mais adequados. O tipo Pera é melhor porque tem poucas sementes. Outro ítem importante é o azeite, quanto melhor a qualidade do azeite, melhor é o resultado. As receitas artesanais podem permanecer na geladeira por até 3 meses sem adição de conservantes, desde que não se use temperos in natura. Melhor para o tempero, é usar ingredientes secos vendidos em saquinhos.
Ingredientes:
4 kg de tomates maduros e firmes

1 xícara de açucar

1 colher de sal


Ingredientes do tempero:
Azeite, de preferência extra virgem

Orégano seco
Manjericão seco
Alho seco

1 colher de pimenta calabresa seca

1 folha de louro


Preparação dos tomates:
A primeira etapa consiste em lavar os tomates em 2 etapas. A primeira etapa é mergulhá-los em água com cloro, numa
proporção de 1 colher de cloro para cada litro de água e deixá-los imersos por 20 minutos. Retire-os e deixe escorrer. A segunda etapa é mergulhá-los em outra água limpa, mas desta vez sem adicionar cloro, durante 10 minutos para completar a limpeza e remover o restante das impurezas. Retire da água e deixe escorrer.

Corte os tomates na direção do comprimento e retire todas as sementes. Coloque-os em uma assadeira com as metades abertas para cima. Misture bem o açucar com sal e salpique por cima dos tomates. Leve ao forno quente em temperatura de 200º por aproximadamente 1 hora e 30 minutos. Depois desse tempo, o tomate irá soltar água, por isso escorra a água e vire os tomates, desta vez com as partes abertas para baixo. Retorne ao forno por mais 1 hora e 30 minutos. Se os tomates já estiverem secos antes do tempo sugerido, desligue o fogo do forno e deixe a assadeira dentro do forno até esfriar.

Preparação do tempero:
Coloque 1 copo de azeite numa travessa e misture o orégano, o alho, o manjericão e a pimenta. Se preferir, pode dispensar a pimenta.
Os ingredientes secos proporcionam melhor conservação. Passe os tomates secos frios nessa mistura e faça camadas dentro de um vidro esterilizado. Se for necessário complete com azeite até cobrir os tomates. Coloque uma folha de louro por cima, feche o vidro e mantenha na geladeira pelo menos 24 horas antes de usar. O ideal é manter na geladeira por 1 semana para apurar os temperos.

O tomate é um alimento rico em licopeno, vitaminas do complexo A e complexo B e minerais, como o fósforo e o
potássio, além de ácido fólico, cálcio e frutose. Quanto mais maduro, maior a concentração desses nutrientes. Alguns estudos comprovam a eficácia do licopeno para fortalecimento do sistema imunológico.


sábado, 6 de agosto de 2011

Batatas fritas sequinhas



Ingredientes:
  • batatas cortadas em tiras
  • 1/2 panela de óleo de soja
  • 1/2 colher chá de amido de milho
  • sal a gosto

Modo de preparo
  • Corte as batatas como de costume, seque-as em papel absorvente e reserve.
  • Coloque o óleo para ferver, quando estiver bem quente, retire meia xícara (de chá) do óleo quente e dissolva o amido de milho.
  • Despeje o óleo de volta na frigideira e, em seguida, coloque as batatas para fritar.
  • Quando estiverem fritas, retire e coloque sobre papel absorvente e salgue a gosto.
  • Elas ficarão super sequinhas.